Projeto do Estatuto da Família proíbe casais gays de adotar filhos

Projeto do Estatuto da Família proíbe casais gays de adotar filhos

 

A adoção, mesmo não prevista na legislação, tem sido garantida pela Justiça. Para relator, a união entre homem e mulher, da qual se “presume reprodução conjunta”, é o “sustentáculo da sociedade” e a única que deve ensejar “especial proteção do Estado”

O relator do projeto de lei do Estatuto da Família (PL 6583/13), deputado Ronaldo Fonseca (Pros-DF), apresentou na última segunda-feira (17) substitutivo à proposta. Ainda não há data prevista para a votação do texto na comissão especial que analisa a matéria.
Fonseca manteve a definição de família como o núcleo formado a partir da união entre homem e mulher, por meio de casamento ou união estável, ou comunidade formada por qualquer dos pais e seus descendentes (monoparental). Essa é mesma definição contida no projeto original, de autoria do deputado Anderson Ferreira (PR-PE).

Adoção

O relator inseriu no texto outro dispositivo polêmico: o substitutivo modifica o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA – Lei 8.069/90) para exigir que as pessoas que queiram adotar sejam casadas civilmente ou mantenham união estável, constituída nos termos do artigo 226 da Constituição. Como o texto constitucional reconhece explicitamente apenas a união estável entre o homem e a mulher como entidade familiar, na prática o substitutivo proíbe a adoção de crianças por casais homossexuais.
Hoje, embora a adoção de crianças por casais gays não esteja prevista na legislação, ela tem sido garantida pela Justiça. Porém, para Fonseca, “a concessão pelos tribunais da adoção homoafetiva desconsidera o fato de que o tema de pares homossexuais formando famílias ainda não está pacificado na sociedade”. Na visão dele, “trazer a criança para o meio de um furacão é no mínimo desprezo à proteção dos direitos desse menor.”
A proposta permite, porém, a adoção por solteiro ou por uma única pessoa. “Isso não seria contrário à plenitude do interesse da criança e teria o paralelo com a família monoparental”, afirma Fonseca.

Interpretação da Constituição

O relator disse que o projeto mantém o conceito de família existente na Constituição e que não pode mudar o texto constitucional por meio de um projeto de lei. “Para mudar uma Constituição, teria que ser uma proposta de emenda à Constituição”, afirmou.
O deputado Jean Wyllys (PSol-RJ), no entanto, destaca que o projeto contraria decisão do Supremo Tribunal Federal, que, “como intérprete legítimo da Constituição”, já reconheceu, em 2011, a união estável homoafetiva (formada por pessoas do mesmo sexo) como entidade familiar.
Além disso, ele acredita que estatuto viola princípios constitucionais, ao institucionalizar a discriminação. Para o parlamentar, o estatuto tenta impor um modelo familiar único, não respeitando a diversidade de arranjos familiares existentes hoje na sociedade brasileira.
Já Ronaldo Fonseca considera a decisão do Supremo equivocada, argumentando que o tribunal “usurpou prerrogativa do Congresso”. Para ele, a união entre homem e mulher, da qual se “presume reprodução conjunta”, é o “sustentáculo da sociedade” e a única que deve ensejar “especial proteção do Estado”.

Resistência

Jean Wyllys, que integra a Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos Humanos, ressalta que a comissão especial que analisa a matéria de forma conclusiva é composta majoritariamente por deputados evangélicos, que devem votar favoravelmente à matéria.
Projetos que tramitam em caráter conclusivo são analisados apenas por comissões. Se for aprovado na comissão especial, o projeto do Estatuto da Família só será analisado pelo Plenário se houver recurso nesse sentido assinado por, pelo menos, 51 deputados.
Segundo Jean Wyllis, se não for possível barrar a tramitação do projeto na Câmara, a frente vai atuar no Senado para impedir a aprovação da proposta.

Fonte: Câmara noticias

Visit Website

10h
Brasil é exemplo mundial no cumprimento de metas da ONU País reduziu mortalidade infantil e pobreza extrema, ampliou acesso a Água, saneamento, educação e garantiu tratamento gratuito e universal para doenças como a Aids.Organização das Nações Unidas (ONU) lançou, em 2000, oito metas a serem atingidas por todos os países até 2015. Conhecidas como Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, as metas já foram praticamente cumpridas, na totalidade, pelo Bras
10h
Jornalista alemão denuncia controle da CIA sobre a mídia CLIQUE AQUI E VEJA O VÍDEOSou jornalista há 25 anos, e fui criado para mentir, trair, e não dizer a verdade ao público. Mas vendo agora, e nos últimos meses, o quanto … como alemão a mídia dos EUA tentar trazer a guerra para os europeus, para trazer a guerra à Rússia. Este é um ponto de não retorno, e eu vou me levantar e dizer … que o que eu fiz no passado, não é correto, manipular as pessoas, pa
10h
Papa Francisco critica continente “envelhecido e abatido” Em discurso no Parlamento Europeu nesta terça-feira, o papa Francisco pediu que a União Europeia supere a crise econômica, para que possa retomar seu papel de liderança global.Francisco afirmou que o objetivo da visita a Estrasburgo era trazer uma mensagem de esperança aos europeus, cuja confiança nas instituições foi abalada pela crise econômica. Além disso, os moradores do continente encontram-s
10h
‘Caiu o castelo de Eunício’, diz MST O senador Eunício Oliveira (PMDB-CE), descoberto pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) como o maior fazendeiro do Brasil, terá mais problemas. Em reunião da militância neste domingo, dentro da Fazenda Santa Mônica, em Goiás, ocupada há quatro meses por 3 mil famílias, um líder em discurso disse que agora ‘Caiu o castelo de Eunício’. O MST considera ‘improdutiva’ a mega propriedad
10h
703 mil crianças do Bolsa Família estão matriculadas em creches O Brasil Carinhoso, estratégia central de atenção à primeira infância do Plano Brasil Sem Miséria, garantiu a presença, neste ano, de 703 mil crianças de zero a três anos do Bolsa Família em creches. Isto representa quase 20% da quantidade de meninos e meninas desta faixa etária que participam do programa de transferência de renda.Por meio da ação, o governo federal dá estímulos financeiros às pre
10h
A Operação Abafa dentro da Lava Jato Primeiro, foi o mensalão. Agora, é o “petrolão“. Em ambos os casos, o esquema de desvio de dinheiro público foi inventado desde o governo tucano de FHC – pelo menos -, mas só descoberto quando vieram os petistas.Estamos aguardando Aécio Neves, que além de Senador é agora comentarista político do Jornal Nacional, aparecer no estúdio para confessar que continua com a ideia fixa de que tudo o que o P
10h
Mujica: “Vida humana no México vale menos que a de um cachorro” O presidente do Uruguai, José “Pepe” Mujica, afirmou que a impressão que tem é de que o México é uma espécie de “Estado falido”. As declarações foram dadas em referência à crise vivenciada no país após o desaparecimento dos 43 estudantes da escola de Ayotzinapa, que ocorreu na cidade de Iguala, estado de Guerrero em outubro. De acordo com o mandatário, a vida humana no país “vale menos do que a de
10h
A Câmara Municipal que decretou feriado pela ‘Consciência Branca’ O presidente da Câmara de Sertãozinho (SP), Rogério Magrini dos Santos (PTB), decretou ponto facultativo na última sexta-feira (21) em “Homenagem à Consciência Branca”. A medida foi tomada no mesmo decreto que validou ponto facultativo para o Legislativo local pelo Dia da Consciência Negra, comemorado na quinta-feira (20).O presidente da Câmara, também conhecido como Zezinho Atrapalhado, justifico
10h
As ligações entre a Petrobras e o caso Banestado “Foi o maior roubo de dinheiro público que eu já vi”. A declaração do deputado federal oposicionista Fernando Francischini, do PSDB, não é sobre a Petrobras, ou o que a mídia convencionou chamar de Mensalão, mas sobre o Escândalo do Banestado (Banco do Estado do Paraná). O Banestado, por meio de contas CC5, facilitou a evasão de divisas do Brasil para paraísos fiscais, entre 1996 e 2002, na ordem
10h
Estudo aponta que pessoas de esquerda são mais inteligentes que as de direita Um estudo realizado por acadêmicos da Universidade Brock, em Ontário, no Canadá, afirma que pessoas com opiniões políticas de esquerda tendem a ser mais inteligentes do que aquelas com visões de mundo de direita. A pesquisa, que inclui dados coletados por mais de 50 anos, também aponta que crianças com menores índices de inteligência tendem a desenvolver pensamentos racistas e homofóbicos na idade
End of feed
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s