Conferência Nacional cobra educação gratuita, laica e com enfoque na diversidade

Conferência Nacional cobra educação gratuita, laica e com enfoque na diversidade

Valter Campanato/ABr
ConaeAbertura da Conferência Nacional de Educação, que ocorreu entre os dias 19 e 23, em Brasília

São Paulo – Os 2,6 mil delegados que participaram da Conferência Nacional de Educação, realizada entre quarta (19) e ontem (23), em Brasília, aprovaram um documento final que cobra o acesso da população brasileira à educação pública, gratuita, laica, de qualidade e que considere as diversidades racial, de gênero e de acessibilidade do país. O documento também pede a efetivação do sistema nacional de educação e a implantação do Custo Aluno-Qualidade (CAQ, que determina um valor mínimo a ser investido por estudante), seguindo o proposto no Plano Nacional de Educação (PNE), sancionado pela presidenta Dilma Rousseff em junho.

“O eixo que tratava de questões referentes à diversidade foi um dos mais debatidos. Os delegados se aprofundaram em como tratar diferentes comunidades, para que tenham direito à educação de qualidade, e como garantir acessibilidade para os estudantes com deficiência”, afirmou a presidenta do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apoesp), Maria Izabel Noronha, em entrevista à Rádio Brasil Atual. “Essa conferência tem um ponto alto porque não está partindo de proposições, mas sim da análise de um elemento, que é o PNE, sancionado sem vetos pela presidenta.”

Com o tema “O Plano Nacional de Educação (PNE) na Articulação do Sistema Nacional de Educação: Participação Popular, Cooperação Federativa e Regime de Colaboração”, a Conae foi dividida em sete eixos temáticos: Plano Nacional de Educação e o Sistema Nacional de Educação: Organização e Regulação; Educação e Diversidade: Justiça Social, Inclusão e Direitos Humanos; Educação, Trabalho e Desenvolvimento Sustentável: Cultura, Ciência, Tecnologia, Saúde, Meio Ambiente; Qualidade da Educação: Democratização do Acesso, Permanência, Avaliação, Condições de Participação e Aprendizagem; Gestão Democrática, Participação Popular e Controle Social; Valorização dos Profissionais da Educação: Formação, Remuneração, Carreira e Condições de Trabalho; Financiamento da Educação, Gestão, Transparência e Controle Social dos Recursos.

“As plenárias de eixo trabalharam muito. A participação dos delegados foi muito forte, em principal no eixo 2, que tratava da diversidade”, afirmou o coordenador da conferência, Francisco da Chagas Fernandes, em entrevista coletiva, após o encerramento do evento. “Foi extremamente positivo. Aprovamos as melhores propostas, mesmo com polêmicas. Ficou claro onde existem as divergências e é salutar discutir.”

Os caminhos para efetivar o sistema nacional de educação, que articule as redes municipais, estaduais e federal de educação, também ganhou destaque durante a Conae. “O PNE determinou que o sistema deve ser reorganizado, através de regulamentação. Nós aqui na conferência aprovamos a instituição do sistema nacional de educação. O que deliberamos vai ao encontro do PNE”, afirma Chagas.

O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, ressaltou a importância da participação popular na educação e na gestão governamental. “Passou da hora de nós rompermos com todas as formas de educação dominadora, mas também de governos autoritários e dominadores. O que estamos realizando neste momento é simplesmente o exercício dessa nova prática de construção de uma democracia que nasce na sua raiz e que por isso aumenta em nós a possibilidade de acertar, e diminui a possibilidade de nós errarmos”, disse, no primeiro dia da conferência.

O CAQ foi outro tema central dos debates da Conae. O recurso estabelece um padrão mínimo de qualidade a ser garantido em todas as escolas públicas e amplia em mais de R$ 36 bilhões a complementação da União ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Atualmente, estados e municípios, que arrecadam menos do que a União, investem em torno de 2% do Produto Interno Bruto (PIB) em educação cada. Já o governo federal, que concentra a maior parte das receitas, aplica apenas 1% do PIB na área.

Segundo estimativa da Fineduca para 2012, se o instrumento já estivesse regulamentado, a participação do governo federal no fundo teria sido de R$ 46,4 bilhões, e não apenas R$ 9,4 bilhões, como ocorreu naquele ano. O PNE determina que o CAQ deve ser regulamentado e implementado até 2016, porém, ainda não está em vigor. “O governo federal não pode eximir-se da sua responsabilidade”, criticou o coordenador geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, Daniel Cara, que criou o mecanismo de financiamento, durante a Conae.

O documento aprovado na plenária final da Conae deve ser discutido novamente em uma reunião agendada para o próximo dia 9, quando as entidades fazem uma avaliação da conferência e elegem um novo coordenador. Depois de finalizado, ele será encaminhado para o Congresso Nacional, para o Ministério da Educação e para os Fóruns Estaduais de Educação.

“O documento final foi fruto de um grande debate. Reafirmamos o princípio da verba pública para a escola pública, a valorização dos professores e mais financiamento para educação. Saímos muito inspirados para fazer a luta nos nossos estados”, afirmou Maria Izabel, da Apeoesp.

Com informações da Agência Brasil e da Campanha Nacional pelo Direito à Educação.

Visit Website

1h
Prazo de adesão ao Sisu vai até sexta-feira Instituições públicas e gratuitas têm até sexta-feira (28) para aderir ao Sistema de Seleção Unificada (Sisu), do Ministério da Educação, referente ao primeiro semestre de 2015. Todos os procedimentos operacionais referentes ao Sisu serão feitos exclusivamente online, por meio do sistema. O termo de adesão terá prazo para retificação de 4 e 10 de dezembro próximo. A seleção dos candidatos às va
4h
300+
Investigações aumentam ligações da gestão FHC à corrupção na Petrobras Lucio Bernardo Jr./ Câmara dos Deputados Envolvidos nas denúncias de negócios obscuros na Petrobras vão revelando origens da corrupção na estatal Quando Aécio Neves e Fernando Henrique Cardoso se juntam para fazer críticas ao governo Dilma e à Petrobras, ou é sinal de que ambos estão com sérios problemas de memória, ou que não estão acompanhando as notinhas que vez por outra têm saído na i
4h
Uma a cada três vítimas de tráfico humano é menor, denuncia ONU reprodução Tráfico humano: recrutar, transportar e reter pessoas mediante uso da força, coerção ou engano, para explorá-las Viena – A Organização das Nações Unidas (ONU) denunciou hoje (24), em Viena, que uma a cada três vítimas de tráfico humano no mundo é menor de idade – um aumento de 5% em comparação aos dados anteriores – e que as mulheres representam 70% das atingidas por esta “
4h
Volume de água armazenado no Cantareira cai para 9,4% Luiz Augusto Daidone/Fotos Públicas Cantareira tem quedas sucessivas por dez dias. Outros reservatórios também registram redução São Paulo – Em quedas sucessivas há dez dias, o volume de água armazenado no Sistema Cantareira chegou hoje (24) a 9,4%. Os dados fazem parte do levantamento diário divulgado pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo. No dia 15, começou a ser bomb
6h
Pesquisa da CNI aponta melhor expectativa do empresariado Divulgação/GERJ Desempenho da indústria alcançou 50,8 pontos, com leve melhora em outubro São Paulo – Em seu comentário desta segunda-feira (24) à Rádio Brasil Atual, o diretor técnico do Dieese, Clemente Ganz Lúcio, fala sobre o desempenho da indústria em outubro, que teve leve melhora, segundo dados da Confederação Nacional das Indústrias (CNI). A pesquisa realizada pela CNI, chamada de S
End of feed
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s